Combo do dia #06

Um texto + uma música + um prato

Cozinhar me dá mindfulness

Photo by Alyson McPhee on Unsplash

“E se nesse momento específico em que você está cortando a cebola, não pensar em mais nada, só em cortar a cebola?”. Esse é um dos princípios do mindfulness (foco total no que está fazendo). Se você conseguir fazer isso, já quer dizer que está cuidando um pouquinho de si.

Mindfulness é um “treinamento da mente”, que envolve desenvolver e cultivar a atenção plena. Podemos dizer que é a “musculação da atenção”. Além disso, podemos dizer que a atenção plena envolve mais do que apenas treinar a atenção, e incluir também o desenvolvimento do que chamamos “atitude mindful” ou “olhar do principiante”. O “olhar do principiante” seria o contrário de prejulgar ou emitir juízo prévio de valor sobre as coisas, por exemplo, bom/ruim, gosto/não gosto.

Concentre-se no agora

Quando estamos tristes ou nos sentindo solitários, é comum levarmos os pensamentos para o passado ou para o futuro, sem prestarmos atenção no agora. Ter atenção no momento presente é uma ferramenta poderosa para quebrar os sentimentos negativos. Quando você presta atenção no que está fazendo, no lugar onde está, no seu redor, seu foco muda e seu humor também.

Uma pilha de louça suja na pia, por Dilson Branco

Mas o fato é que eu estava lá, mais uma vez, esfregando a esponja ensaboada nos pratos oleosos, e era inegável: sentia algo que podia muito bem ser chamado de satisfação. Entre enxágues e enxugos, fui filosofando sobre o porquê daquela minieuforia.

Um amontoado engordurado sobre a cuba traz uma certeza urgente: aquilo precisa ser resolvido. Adeus dúvidas, ansiedade, preocupação. Eis a coisa certa para já!

À beira da pia, sabemos exatamente como proceder. Não existem mistérios a ser desvendados, não há espaço para o imponderável, não tem erro. O embate entre o detergente e a sujeira sempre rende final feliz. Talvez seja preciso armar-se com uma esponja de aço. Às vezes, há baixas, uma taça que tomba. Mas, entre as tantas incertezas da vida, lavar louça é um refúgio garantido – vai dar certo.

Rumo ao destino glorioso, você pode seguir como for mais confortável: em silêncio, deixando o pensamento vagar; praticando uma espécie de meditação.

Os resíduos vão descendo pelo ralo, os utensílios vão para seus devidos lugares e parece que, dentro da gente, as peças também se purificam, se organizam. Não desvendamos os mistérios das galáxias, não foi um salto gigantesco para a humanidade, apenas um pequeno passo para um homem – um herói que soube se divertir com as pequenas incumbências de uma vida comum.

Caráter é alguma coisa que brota no silêncio de quem lava louça todo dia.

Música

E o prato do dia foi…

  • Saladona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s