Vida social

Em uma semana, recebi quatro convites de “festa” (uhul!), sendo dois deles no mesmo dia.

Confesso que, no primeiro momento, me senti uma pessoa super-requisitada, mas logo me dei conta de que os “donos” dos eventos nem sequer me conheciam – óbvio, pois a maioria deles nem nasceu!

O primeiro convite foi do aniversário de quatro anos do Augusto, depois vieram o “verão da Luiza”, o “chá revelação – Miguel ou Lara” e o “Chá da Bia”.

Acho uma graça esses eventos/ convites infantis. Sinto-me honrada em ainda ser lembrada pelas (recentes/futuras) mamães.

Sei que vai chegar uma hora na qual elas irão convidar apenas quem tem filhos. E, por mim, ok. Afinal, dos quatros eventos, só consegui ir em apenas um. Será que os anfitriões sentiram a minha falta?

Na verdade, estar presente nas ocasiões marcantes é o maior gesto de empatia que podemos fazer com quem amamos.

Vale para os dias incríveis, como formaturas, casamentos, nascimento de filhos, é claro. Mas vale, também, para os divórcios, demissões e os momentos de luto.

Nota: Aguardo ansiosamente pelos convites de cinema, peça, show, café, salada, comidinha vegana junk food, bate-papo cabeça, bate-papo furado ou somente bate-papo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s